Johannes Janzen


  S E X T A - F E I R A ,   3   D E   F E V E R E I R O   D E   2 0 1 2


No dia 12 de novembro do ano passado, escrevi um texto intitulado "Dawkins e a explicação da melhor explicação". Um leitor ficou em dúvida. Publico em vermelho o seu comentário. Volto em seguida:

"Me pergunto! Qual deus? Qual é o verdadeiro deus? Por que o deus judaico-cristão é o verdadeiro Deus-todo poderoso? E os outors deus? São falsos? Por quê?"

A dúvida de João é: "Se deus é a melhor explicação para a vida, então qual deus deveríamos escolher?"

Vamos lá João. Com base nos argumentos cosmológico, teleológico e moral, podemos saber que Deus possui determinadas características. O argumento cosmológico permite-nos dizer que Deus é auto-existente, atemporal, não espacial, imaterial, infinito, poderoso, pessoal. Ademais, baseado no argumento teleológico, sabemos que Deus é inteligente e determinado. E, finalmente, com base no argumento moral, sabemos que Deus é absolutamente puro no aspecto moral. Ele é o padrão imutável de moralidade pelo qual todas as ações são medidas.

O Deus descrito acima é o Deus teísta. Consequentemente, qualquer "deus" não teísta não é verdadeiro. Em outras palavras, entre as grandes religiões, somente uma das religiões teístas – judaísmo, cristianismo ou islamismo – pode ser verdadeira. Todas as outras religiões – hinduísmo (panteísta ou politeísta), budismo (panteísta ou ateísta), nova era (panteísta), humanismo secular (ateísta), mormonismo (politeísta), ... – não podem ser verdadeiras.

Obviamente que apenas uma das três religiões - judaísmo, cristianismo ou islamismo - pode ser a verdadeira. Como podemos saber qual delas é a certa? Avaliando as afirmações conflitantes das religiões em relação à comprovação histórica.

Observe, João, que o cristianismo afirma que Jesus era (e é) Deus e o islamismo e o judaísmo afirmam que Jesus não era Deus. É impossível que as duas afirmações estejam certas. Ou Jesus era Deus ou não era Deus.

Ao investigar os registros históricos podemos concluir que Jesus era Deus pelas seguintes razões:

- Jesus foi a única pessoa que cumpriu um grande número de profecias messiânicas específicas que foram escritas com antecipação de centenas de anos;
- Jesus viveu uma vida sem pecado e realizou efeitos miraculosos;
- Jesus predisse a ressurreição e efetivamente ressuscitou dos mortos.

Portanto, concluimos que Jesus era Deus e, por conseguinte, que somente o Deus cristão é verdadeiro.

Qual é, João, então, o Deus verdadeiro? O Deus da Bíblia.

O Deus do cristianismo é a melhor explicação para a vida.


  Palavras-chave: leitores, cristianismo, Deus

Enviado por: Johannes Janzen  |  20756 views   

   Postagens relacionadas


   Deixe aqui seu comentário

Nome *:
E-mail *:
  (não será publicado)
Título:
Texto *:
Texto da Imagem *:
  (sem espaços)
 

   Comentários (36)

irtve
Hello Web Admin, I noticed that your On-Page SEO is is missing a few factors, for one you do not use all three H tags in your post, also I notice that you are not using bold or italics properly in your SEO optimization. On-Page SEO means more now than ever since the new Google update: Panda. No longer are backlinks and simply pinging or sending out a RSS feed the key to getting Google PageRank or Alexa Rankings, You now NEED On-Page SEO. So what is good On-Page SEO?First your keyword must appear in the title.Then it must appear in the URL.You have to optimize your keyword and make sure that it has a nice keyword density of 3-5% in your article with relevant LSI (Latent Semantic Indexing). Then you should spread all H1,H2,H3 tags in your article.Your Keyword should appear in your first paragraph and in the last sentence of the page. You should have relevant usage of Bold and italics of your keyword.There should be one internal link to a page on your blog and you should have one image with an alt tag that has your keyword....wait there's even more Now what if i told you there was a simple Wordpress plugin that does all the On-Page SEO, and automatically for you? That's right AUTOMATICALLY, just watch this 4minute video for more information at. Seo Plugin
seo plugin http://www.SEORankingLinks.xyz

Enviado por: seo plugin  |  Data: Qua, 24/05/2017 às 01h37   

Verdade ou mito ?
Esses argumentos não são validos pois não a evidencias e nem fatos que apoiam a existemcia do deus cristão que e igual a unicornios não da para prova a existemcia.

Enviado por: Luis  |  Data: Seg, 15/05/2017 às 10h51   

Mas tem muitos deuses antigos que fizeram os mesmos feitos, e ai?

Enviado por: Silas  |  Data: Dom, 30/04/2017 às 15h50   

Um conselho
Seria bom que você pusesse o que está por trás de essas razões enumeradas por você serem o que são: Fundamentos de que Jesus era Deus,pois observando cada uma das ''razões'' isoladamente,sem saber porque você as considera fundamentos,não dá para acreditar que Jesus era Deus.Faltam os motivos de cada uma dessas razões servirem como prova.Por exemplo,vê-se o trecho ''Jesus viveu uma vida sem pecados e realizou efeitos miraculosos'' e logo após,quem leu fica se perguntando: ''E como isso mostra que jesus era Deus?pois talvez seja apenas um dos seres poderosos que podem existir,e não o criador do universo''

Enviado por: Mailson  |  Data: Sex, 31/03/2017 às 21h10   

Simeão há outras coisas que indicam que Jesus não é o messias
mas eu não acredito em que Jesus não seja o messias,mas uma das principais causas de ainda existir Judeus é que nos antigos disse:
no Reinado do messias,não averá guerras,não averá desgraça. mas eu acredito que Jesus seja sim o messias


Enviado por: Ezequiel  |  Data: Qua, 22/03/2017 às 14h44   

Messias é outro!
Em uma época na qual , vivendo inseridos na Civilização Cristã Ocidental, os judeus se deixam influenciar facilmente pelos valores do Cristianismo, amplamente divulgados pela mídia, há de se afirmar e reafirmar os princípios do Judaísmo, em relação aos critérios de identificação do Messias, Mashiach , tão esperado pelo povo de Israel, definitivamente desqualificando como tal, o protagonista maior da religião cristã.

20 motivos que anulam Jesus
como Messias.

1 - O Mashiach terá um pai biológico humano - Será descendente pelo lado paterno do Rei David.

Onde nas escrituras: - Isaías 11:1-10; Jeremias 23:5; Ezeqiel 34:23-24; 37:21-28; Jeremias 30:7-10; 33:14-16; e Oseas 3:4-5

A ancestralidade de Jesus (contradizendo as escrituras) não pode ser traçada, visto que segundo a teologia cristã, Jesus não era filho de José, marido de Maria.

2 - A ancestralidade do Mashiach será somente através do Rei Salomão (Shelomo)

Onde nas escrituras: 2º Samuel 7:12-17; Primeiro Crônicas 22:9-10

Mas Jesus, segundo um texto cristão (Lucas 3:31) era descendente de Natan, um outro filho do Rei David, e não do Rei Salomão.

3 - O Mashiach não terá ancestralidade com Joaquim, Jaconias ou Salatiel.

Onde nas escrituras: 1° Crônicas 3:15-17; Jeremias 22:18, 30

Mas de acordo com Mateus 1:11-12 e Lucas 3:27, Jesus era descendente de Salatiel.

4 - O reestabelecimento da dinastia David, que jamais cessará

Onde nas escrituras: Daniel 7:13-14

Mas Jesus não teve filhos, nem estabeleceu reinado algum, assim.

5 - Uma era de paz eterna entre todos os povos e todas ás nações

Onde nas escrituras: Isaías 2:2-4; Miquéias 4:1-4; Ezequiel 39:9

Obviamente não temos paz, e infelizmente muitas guerras foram proclamadas em nome de Jesus.

6 - Todos povos convertidos ao monoteísmo.

Onde nas escrituras: Jeremias 31:31-34; Zacarias 8:23; Isaías 11:9; Zacarias 14:9, 16

O mundo está embebido na idolatria, inclusive idolatrando Jesus como um deus, comportamento anti-bíblico já que D'us ordenou nos seus preceitos que só Ele pode ser adorado. E obviamente Jesus não é D'us.

7 - Reconhecimento que só D'us é D'us

Onde nas escrituras: Isaías 11:9

Obviamente o mundo ainda não reconheceu D'us como o único D'us.

8 - O mundo se tornará vegetariano
Onde nas escrituras: Isaías 11:6-9

Obviamente o mundo não é vegetariano.

9 - Reunião das doze tribos de Israel

Onde nas escrituras: Ezequiel 36:20

Infelizmente as dez tribos continuam desaparecidas.

10 - Reconstrução do Templo

Onde nas escrituras: Isaías 2:2; Ezequiel 37:26-28

Obviamente o templo não foi reconstruído. Jesus não teria esta possibilidade já que, quando viveu, o segundo templo ainda existia.

11 - Na haverá fome no mundo

Onde nas escrituras: Ezequiel 36:29-30

Não precisamos olhar para a África para perceber que o mundo anda faminto, basta olhar pra dentro de nosso país.

12 - A morte cessará

Onde nas escrituras: Isaías 25:8

Obviamente a morte não cessou. E mais óbvio ainda, Jesus não cessou a morte.

13 - Ressurreição dos mortos

Onde nas escrituras: Isaías 26:19; Daniel 12:2; Ezequiel 37:12-13; Isaías 43:5-6

Obviamente Jesus não ressuscitou os mortos.

14 - As nações ajudarão materialmente os Israel

Onde nas escrituras: Isaías 60:5-6; 60:10-12

O que vemos é muitas nações querendo destruir Israel, ou no mínimo, antipáticas a existência de um estado judeu. Em nome de Jesus, as nações perseguiram os judeus por séculos.

15 - As nações irão aos judeus para orientação espiritual.

Onde nas escrituras: Zacarias 8:23

Obviamente isto não acontece. Em boa medida os não judeus querem é converter os judeus, principalmente os crentes em Jesus.

16 - Todas as armas serão destruídas

Onde nas escrituras: Ezequiel 39:9, 12

Obviamente Jesus não destruiu nenhuma arma. Veja o mundo que temos hoje, pousando sobre toneladas de armas atómicas de destruição em massa.

17 - O Nilo secará

Onde nas escrituras: Isaías 11:15

Obviamente Jesus não secou o Nilo.

18 - As árvores darão frutos mensalmente

Onde nas escrituras: Ezequeil 47:12

Obviamente isto não acontece, mesmo hoje, com a transgenia de alimentos. Jesus, ao contrário, amaldiçoou uma árvore frutifera, uma figueira.

19 - As tribos de Israel receberão de volta as terras herdadas de D'us

Onde nas escrituras: Ezequeil 47:13-13

Obviamente isso não aconteceu pois, quando Jesus "viveu" já não se tinha notícias sobre as tribos desaparecidas. Ainda hoje os não judeus querem tomar a terra de Israel.

20 - As nações da terra reconhecerão suas injustiças com o servo Israel.

Onde nas escrituras: Isaías 52 e 53

Obviamente isso não aconteceu.

Afirmações missionárias messiânicas da teologia cristã são anti-bíblicas

Jesus morreu para salvar outras pessoas.
Anti-bíbiblico
Por que: Deuteronômio 24:16; Exôdo 32:30-35; Ezequeil 18:1-27 etc.

Ser humano como sacrifício.
Anti-bíblico
Por que: Deuteronômio 12:30-31; Jeremias 19:4-6; Salmos 106:37-38; Ezequeil 16:20 etc

Todos já nascem carregados com o pecado original e que a morte de Jesus é a única salvação para os pecados.
Anti-bíblico
Por que: Gênesis 3:22-24

Enviado por: Simeão Brandão   |  Data: Seg, 16/01/2017 às 10h39   

Jesus
Jesus é Deus? Sim ele é... porem lembrem-se que ele não é o Deus todo ´poderoso, o todo-poderoso é seu Pai.
O pai de Jesus é o único Deus todo-Poderoso.
João 17:3...

Enviado por: Domingos pires da silva  |  Data: Ter, 27/09/2016 às 15h04   

8NPO7
Hello Web Admin, I noticed that your On-Page SEO is is missing a few factors, for one you do not use all three H tags in your post, also I notice that you are not using bold or italics properly in your SEO optimization. On-Page SEO means more now than ever since the new Google update: Panda. No longer are backlinks and simply pinging or sending out a RSS feed the key to getting Google PageRank or Alexa Rankings, You now NEED On-Page SEO. So what is good On-Page SEO?First your keyword must appear in the title.Then it must appear in the URL.You have to optimize your keyword and make sure that it has a nice keyword density of 3-5% in your article with relevant LSI (Latent Semantic Indexing). Then you should spread all H1,H2,H3 tags in your article.Your Keyword should appear in your first paragraph and in the last sentence of the page. You should have relevant usage of Bold and italics of your keyword.There should be one internal link to a page on your blog and you should have one image with an alt tag that has your keyword....wait there's even more Now what if i told you there was a simple Wordpress plugin that does all the On-Page SEO, and automatically for you? That's right AUTOMATICALLY, just watch this 4minute video for more information at. Seo Plugin
seo http://www.SEORankingLinks.com/

Enviado por: seo  |  Data: Dom, 18/09/2016 às 11h24   

07 argumentos mostrando que o Deus bíblico não existe
07 argumentos mostrando que o Deus bíblico não existe

1-Embora na mitologia bíblica o Demiurgo “Deus do impossível” sempre tenha “existido”, e possa violar todas as Leis da Natureza...
Isso nunca aconteceu, pois o “Deus do Impossível” NÃO CONSEGUE acabar com as DESIGUALDADES, é INCAPAZ de fazer com que o tempo ANDE PARA TRÁS, NÃO TEM capacidade de trazer algo do FUTURO, NÃO CONSEGUE reverter às transformações onde ocorrem mudanças na composição química das substâncias, NÃO CONSEGUE fazer com que as partes amputadas REGENEREM, NÃO CONSEGUE transformar idiotas em SUPERDOTADOS, NÃO CONSEGUE fazer com que idosos volte a ser JOVEM, e NEM MESMO consegue APARECER...

Como o Universo funciona sem a necessidade dos Deuses inventados pelas diversas religiões...
A Fórmula da Não existência de Deus seria: CA+MA-M= Deus não existe
Ou seja, o Conhecimento Atual (+) a Mente aberta (–) o Medo (=) Deus não existe...

2-Já que para existir tudo tem que ter um “INICIO”...
Se o Deus bíblico não teve um inicio, então quer dizer que o Deus das Lacunas não existe...
Até porque é absurdo o "Efeito" agir antes da "causa", ou agir ANTES de já ter surgido...

3-Já que os religiosos afirmam que o seu Deus é Onipresente; que tanto o Tempo como o Espaço não são barreiras para Deus; e que Deus estaria em TODOS OS LUGARES...

Para provar que o tal Arquiteto do universo NÃO EXISTE bastaria apenas não encontrá-lo em um ÚNICO lugar; e nem seria necessário vasculhar todos os locais do universo...
Pois caso o Deus dos bíblicos existisse ele deveria se encontrar em TODOS os lugares...
Sendo que o absurdo de que o Deus X estaria em todos os lugares equivale afirmar que o Deus em questão não estaria em lugar algum...

4-Não adiantaria fingir que o atual Deus bíblico seria o PRINCIPIO e o FIM de tudo...
Ou querer “provar” a existência de algum suposto Deus usando apenas PALAVRAS, “LIVROS SAGRADOS”, “PROFECIAS” mirabolantes, algum CONCEITO ABSTRATO, alguma fé desprovida de lógica...
Ou apenas letras do Abecedário, como as letras gregas “Alpha” e “Ômega”, que apenas representam fonemas, ou idéias...
Assim como, não adiantaria usar números (que são apenas um conceito abstrato da Matemática), usados para descrever quantidade, ordem ou medidas...
Pois comparar o ATUAL Deus bíblico com NÚMEROS também seria uma fraude...

5-O simples fato do fundamentalista não conseguir provar que o seu mitológico Deus existe, já invalida os causos, e argumentos religiosos referentes á existência deste seu imaginário Deus...
Até porque, ninguém duvida da existência do que não vemos, mas que pode ser comprovado, pode ser medido, ou pode ser justificado...

6-A lógica ensina que “Nada podemos afirmar sobre algo que não conhecemos, ou que seja diferente de tudo o que existe”; e garantir que o Deus X existe, mas usando como “prova” apenas algum suposto Livro escrito por fundamentalistas, não passaria de uma emoção sem provas, e absolutamente vazia...

E isso vale para a mitológica existência de todas as divindades inventadas pelos contadores de causos religiosos, pois ao dizer que alguma entidade existe já estaríamos atribuindo alguma informação sem provas ao que dela nada conhecemos...

7- Se não bastasse que a “Aposta de Pascal” seja uma cilada a favor do fundamentalismo, onde se usa o medo, o fanatismo, e o autoritarismo para forçar os que obedecem sem raciocinar, aceitar os argumentos absurdos de uma mitologia ultrapassada e risível...

A falácia da “Aposta de Pascal” existente no livro Pensées (Pensamentos), não indica qual religião deveríamos seguir, ou em que suposto Deus se deveria acreditar.
Presume que as duas possibilidades são comparáveis.
Despreza que nossas crenças deveriam ser baseadas em experimentos e evidências, e não em apenas alguma simplista questão de custo-benefício.
Só convence os já propensos acreditar nas doideiras religio$as.
E faria com que os crentes percam a oportunidade de se emancipar das Entidades que inventamos.

Em face dos argumentos expostos; e considerando que quando lidam com questões que envolvem suas crenças religio$as, é comum os humanos desprezarem a realidade, e se esconder no casulo da fé...
Fica evidente que os religiosos se apóiam na perspectiva egocêntrica de que só eles estariam certos...
Afirmam que “A SABEDORIA DESTE MUNDO É LOUCURA DIANTE DE DEUS”.
Não racionalizam a partir de uma perspectiva distanciada.
E não se colocam como um observador imparcial e distante dos acontecimentos.

Pois o cérebro do religioso fanático, ou fundamentalista não tem capacidade de aceitar que a morte é o fim da existência, e necessita se agarrar tanto nas mitologias religiosas, como num “Amigo imaginário”, ainda que se trate de algum absurdo como o “Papai Noel”, a “Fada dos dentes”, e a “Mãe-d’água”...

Seria bem mais inteligente ignorar as crendices dos religiosos fundamentalistas, bem como, aproveitar a vida com sabedoria, se divertir, usufruir dos bens proporcionados pela ciência, e de ser livre.
Pois TODAS as religiões não passam de ilusões onde os pobres, os sofridos, os escravizados, e os medrosos desperdiçam a sua única vida cantando, rezando e adorando algum imaginário Papai do Céu...

Além de ser mais fácil convencer as pessoas pela ganância, e pelo medo, do que pela razão, já que a maioria nasce para ser um simples “Operário Descartável”, e não algum Ateu, ou filósofo.
E o “Efeito Manada”, ou Aceitação do errado por conformidade ao grupo mostra que os humanos preferem seguir o grupo, do que estar certo sozinho; o melhor seria deixar que os religiosos continuassem acreditando nos “castigos” e nas “recompensas” da mitológica “Vida Eterna”...

Até porque o conhecimento sendo amplo, e sendo infinito, ele estaria fora do alcance do cérebro desprovido de inteligência intrapessoal do povinho, que só se interessa pelas mitologias e os acontecimentos emocionais do dia a dia, e não pelos grandes mistérios da Astrobiologia, ou da Filosofia.

O experimento do psicólogo Solomon Asch sobre “Conformidade, e o Pensamento Unificado”, provou que mais de 70% da população, em vez de racionalizar prefere seguir os lideres; e que tanto o pensamento de grupo, como o desejo de ser aceito, e a pressão exercida pelo grupo pode mudar a opinião dos que nasceram para obedecer, ou que não tem força mental suficiente para ir contra a unanimidade...



Enviado por: Lisandro Hubris  |  Data: Ter, 24/05/2016 às 04h49   

livre pensamento
Amigo você pode atribuir quaisquer caracteristicas a sua divindade particular, isso não mudará o fato, de que o deus cristão
e apenas um mito da era do bronze, assim como todas os outros mitos da antiguidade, o seu é o que existe até hoje, AMIGO a resposta para a existencia humana não esta no passado, esta no futuro porque o cerebro humano precisa ser muito mais complexo, a resposta não vem de fora sabe porque, porque todos os povos viveriam ciente do mesmo Deus, desculpe amigo mais é triste o que eu vou teclar agora, sabe porque o Deus Cristão não é o verdadeiro, porque ele já teria trucidado as outras pessoas que encontram outro deus para seguir. Pois a ele é atribuido todos aqueles poderes, mas ele tem o dna humano em suas atidudes amor, ódio, destruição criação tudo ao mesmo tempo. O cristianismo existe devido a interesses particulares de forças poderosas opressoras controladoras de mentes. O maior poder de controle social, de todos os tempos.

Enviado por: Carlos   |  Data: Sáb, 21/05/2016 às 03h22   

Jesus é filho de Deus e a sim foi dado o poder pelo próprio Deus.
Simples a sim...Deus crio tudo e todos, Jesus Cristo e filho de Deus ele foi enviado para que possamos ter Salvação em seu nome, através dele que possamos chegar a vida eterna!!

Enviado por: Leandro  |  Data: Sex, 06/05/2016 às 13h00   

Quase
Você concluiu bem o fato de apenas essas três religiões terem a possibilidade de ser a verdadeira,mas na hora de provar que Jesus torna o cristianismo fiel ao Deus que criou o mundo, você se complicou um pouco. Talvez necessite de um texto um pouco mais longo para explicar isso. Sugiro um novo artigo com às.provas da existência. de Jesus e da sua ressureição

Enviado por: Fernando   |  Data: Qui, 17/03/2016 às 03h47   

Povo ignorante
As premissas desse texto são verdadeira.
Provar se Deus existe ?como ?cientificamente ? Acho dificil...
Por ser Deus um ser não-espacial, atemporal e imaterial, não podemos pensar Deus cientificamente, visto que a Ciência somente se aplica a seres materiais e que, portanto, podem ser medidos espacial e temporalmente. Eis o limite da Ciência: Deus. Mas mesmo que não possamos pensar Deus cientificamente, podemos, ainda assim, pensá-lo racionalmente. A Ciência é um subconjunto da Razão e não a Razão em si, tal como a Lógica e Matemática também são subconjuntos da Razão, mesmo nenhuma delas sendo científica. Por isso, o método científico não é o único método de se obter o conhecimento. E o mesmo vale para o empirismo. Não se sabe pelo método científico ou pelo empirismo que a soma dos ângulos internos de um triângulo em um plano é igual a 180º. Também não se sabe pelo método científico ou pelo empirismo que o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos de um triângulo retângulo em um plano. E é por isso mesmo que Matemática não é Ciência e também não é empírica. Portanto, é senso comum a afirmação de que todo conhecimento tem que ser confirmado experimentalmente. Não se prova experimentalmente que a soma dos ângulos internos de um triângulo em um plano é igual a 180º ou que o quadrado da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos catetos de um triângulo em um plano. Prova de uma afirmação referente a um ou mais entes matemáticos é o processo pelo qual, partindo exclusivamente de definições, conceitos primitivos e postulados, evidencia-se a veracidade da afirmação por meio de uma sequência de conclusões

Enviado por: Tiago   |  Data: Qua, 16/03/2016 às 17h57   

MUITO FRACA E TENDENCIOSA ESSA EXPLICAÇÃO

Enviado por: Joel Oliveira  |  Data: Dom, 06/03/2016 às 08h06   

Argumentos inconsistentes e ridículos
Caro irmão, ótimo texto até concluir de forma ridícula o porquê o cristianismo está"certo". Sou estudante do cristianismo e sugiro que você vá estudar também antes de falar tamanhas besteiras sem fundamento. Nunca saberemos nesta vida qual religião é certa, só Deus sabe. E baseado em que você afirma que só as monoteístas supostamente são as únicas "verdadeiras"? Falta de respeito sem fundamentos. Religião é de cunho pessoal, fé também. Minha crença é para mim a verdadeira assim como a sua é para você a verdadeira e NÃO HÁ COMO PROVAR O CONTRÁRIO. E, penso eu, se Deus quisesse que só Sua "suposta religião verdadeira" existisse, outras jamais a venceriam, portanto Deus permite a diversidade. Veja a história humana... Abraços!!!

Enviado por: Juliano  |  Data: Dom, 06/03/2016 às 04h04   

Jesus nao e nunca sera deus
Jesus nao cumpriu as profecias para ser o messias ,jesus foi inventado pela igreja ,ele nao passa de um idolo pagao ,esta historia de ressurreicao
,tranformar agua em vinho, andar sobre o mar ,ressucitar mortos ,tudo isto e balela pura invencao, este tal j c nao passa de uma copia barata de outras falsas divindades bem mais antigas

Enviado por: Shimon  |  Data: Qui, 14/01/2016 às 18h46   

Como assim?
Jesus ter cumprido um grande nº de profecias não o torna messias. Ou se cumpre todas ou não não é o messias. Leia os textos bíblicos e se informe sobre isso.
Para seu governo a vida de Jesus não é narrada na bíblia. Lá o que se fala é praticamente de seu nascimento e depois do ministério.
:Veja você é de uma geração. Seus pais de outra e seus avós de outra ainda. Segundo o texto bíblico ~
Mateus 24:34 - "Em verdade vos digo que NÃO PASSARÁ “ESTA” GERAÇÃO sem que TODAS essas coisas se cumpram." (Também em Marcos 13:30 e Lucas 21:32)

Jesus teria dito isto por volta do ano 33 E.C, no século I. Consequentemente, a profecia deveria ter-se cumprido até meados do século II EC, quando morreu a última pessoa de sua geração.

Algumas pessoas tentam defender essa constrangedora profecia não cumprida dizendo que ela apenas se refere à destruição de Jerusalém ocorrida no ano 70 E.C. Porém, a palavra "todas" torna esse argumento pouco convincente: O segundo advento, mencionado como sequencia e CLÍMAX das tribulações, também deve fazer parte do cumprimento da profecia.

Outra tentativa de defesa é dar à palavra "geração" uma interpretação atemporal, fazendo-a referir-se ao povo judeu ou à cristandade, por exemplo. Porém, vejamos o que diz a nova tradução na linguagem de hoje, publicada pela Sociedade Bíblica do Brasil no ano 2000. A NTLH busca difundir o conhecimento do texto bíblico facilitando a legibilidade ao evitar o uso de "palavras difíceis". Neste versículo em particular, ela evita o uso da palavra "geração", exprimindo seu significado no contexto original por outras palavras:

Mateus 24:34 - "Eu afirmo a vocês que isto é verdade: essas coisas vão acontecer antes de morrerem todos os que agora estão vivos."

Isto mostra que a palavra "geração" na passagem tem seu sentido usual, que naturalmente ocorre em uma primeira leitura do texto: o conjunto das pessoas cujos tempos de vida de sobrepõem em uma determinada época, confirmando o prazo de meados do século II para a volta de Jesus.

Você precisa estudar mais. Abraço.

Enviado por: anne  |  Data: Qua, 28/10/2015 às 01h03   

E se for mentira?
Quem nos deu o direito de dizer que o deus cristão é o verdadeiro? Você se baseia em dados relacionados ao cristianismo para justifica-lo com sendo a religião certa. Somos cristãos porque a primeira religião que tivemos contato foi o cristianismo, mais e se fossem os indianos que tivessem colonizado esse pais? Seriamos cristãos? Quais são as bases concretas para afirmarmos que o nosso deus é superior?

Enviado por: Rogério Martins  |  Data: Sex, 11/09/2015 às 23h56   

http://cafehistoria.ning.com/profiles/blogs/paguei-pra-ver

Enviado por: Ivani Medina  |  Data: Sex, 07/08/2015 às 09h40   

Deus existe?
um membro da academia francesa de ciencias declarou:"A ordem natural nao foi inventada pela mente humana,tampouco estabelecida por certas faculdades perceptivas...a existencia da ordem pressupoe a existencia de uma inteligencia organizadora.essa inteligencia nao pode ter sido de nenhum outro senao de Deus." os cientistas indentificaram mais de 100 elementos quimicos.a estrutura atomica deles revela uma complexa interrelaçao matematica de elementos indica obviamente um projeto.tal surpreendete projeto nao poderia ser de forma alguma acidental ,ou fruto do acaso.Ilustraçao:quando vemos uma maquina fotografica ,um radio ou um computador,entendemos logo que foram produzidos por projetistas inteligentes.seria entao razoavel dizer que coisas muitos mais complexas _o olho,o ouvido e o cerebro humano nao se originaram de um projetista inteligente;podemos ver a propria natureza em tudo ao nosso redor que ha um projetista.A biblia deixa bem claro isso em romanos1:20."as suas qualidades invisiveis sao claramente vistas desde a criaçao do mundo em diate ,porque sao percebidas por meio das coisas feitas.assim podemos ter certeza que tudo que existe teve um criador;Deus.

Enviado por: jose  |  Data: Seg, 15/12/2014 às 14h51   

Deuses nao existesm.
""Deus verdadeiro"", veja isso.

http://www.dc.golgota.org/estudos/plagio.html

Jesus Cristo muito provavelmente tenha sido plagio de outros seres.

Enviado por: Verdadeiro deus!? E existe um deus?  |  Data: Seg, 08/12/2014 às 13h26   

Fala sério
Texto absurdamente falacioso, primeiro precisa provar que existe mesmo um Deus, nada a ver descrever suas características se nunca vimos nenhum, se basear em livros sagrados não vale pois cada deus tem o seu, depois precisa provar que só há um deus e não vários deles, por fim provar qual deles é o verdadeiro, presumo que seja impossível fazer isso, até o presente momento todos são falsos.

Enviado por: Linda  |  Data: Sex, 21/11/2014 às 04h55   

Depois dessa explicação percebi que nem quem publicou conhece Deus. Então está no caminho errado. Ou seja, percebi que Jesus e' o falso Deus.

Enviado por: mm  |  Data: Qua, 22/10/2014 às 21h33   

Deus Verdadeiro
Jesus é o unico que ressuscitou após sua morte, qual outro deus disse que morreria e ressuscitaria

Enviado por: jorge martins  |  Data: Qua, 10/09/2014 às 15h59   

JESUS E DEUS VERDADEIRO E UNICO
JESUS> O VERBO ERA DEUS> JOAO 1.1
JESUS> TUDO FOI FEITO POR ELE> JOAO 1.10
JESUS> O PRIMEIRO E O DERRADEIRO, E SERA NOSSO DEUS E NOS SEREMOS FILHOS DELE> APOCALIPSE 21.6 e 7
JESUS>DEUS VERDADEIRO---I JO.5.20
JESUS> UNICO DEUS SABIO> ITIMOTEO 1.12 A 17
JESUS> PAI DA ETERNIDADE(CONSTRUTOR UNICO)> ISAIAS 9.6 A 7
JESUS> GRANDE DEUS E SALVADOR> TITO 2.13
JESUS> NOSSO DEUS E SALVADOR> I PEDRO 1.1
JESUS> TUDO FOI CRIADO POR ELE E PARA ELE> COLOSSENSES 1.16
TEM-SE NA BIBLIA, NO NOVO E VELHO TESTAMENTO, VERSICULOS QUE PROVAM CLARAMENTE QUE JESUS CRISTO E UNICO DEUS TRINO(PAI, FILHO e ESPIRITO SANTO).

VERDADEIRAMENTE, JESUS E O UNICO DEUS, SALVADOR E PASTOR DAS NOSSAS VIDAS



Enviado por: LIVANDO   |  Data: Seg, 14/07/2014 às 16h48   

Qual deus é verdadeiro?
O Sr enrrolou, enrrolou e não disse nada. Está Claro que o senhor não conhece Deus. LAMENTÁVEL.

Enviado por: Augusto Ceme  |  Data: Sex, 14/03/2014 às 09h52   

Biblia , Teologia e Deus
Acredito que está é uma discussão complexa e provavelmente não conseguiríamos esgota-la...

Uma primeira limitação:
- Provar que existe um Deus verdadeiro e que este seja o do Cristianismo é que existem diversas Teologias no texto bíblico. Às vezes , são teologias conflitantes. Qual o Deus verdadeiro , segundo o Primeiro Testamento ( ou a Torá para os Judeus), o Deus que fala com Moisés, o "Javé" ( "Eu Sou", que está do lado do povo pobre e oprimido), Deus libertador, ou o Deus El Shadday, o Deus das montanhas, todo poderoso, que ninguém pode olhar pra Ele ??

Isso é uma questão teológica! Só este questionamento já nos levaria a muitas discussões e até desentendimentos...

- Outra questão é:
De qual cristianismo estamos falando? Como pode existir um só cristianismo, sendoq ue existem muitas teologias e formas de acreeditar no mesmo Deus de Jesus.
Exemplo: Teologia da Libertação apresenta um Deus voltada para a libertação dos oprimidos e pobres. Já a Teologia da Retribuição apresenta um Deus bem diferente daquele.

Para não enrolar, concluo dizendo que acreditar em Deus e se esse deus é verdadeiro, é uma decisão de Fé! É uma decisão pessoal!

Do contrário, procuraremos dizer que o nosso Deus é o verdadeiro.
Precisamos estar "abertos"! Buscar escutar e acolher os demais com sua fé e crença e quem sabe dizer: "Namastê!" (um postura mais ecumênica)





Enviado por: Ariel Gomes  |  Data: Ter, 05/11/2013 às 14h59   

Como é complexo ver Deus só pela realidade Bíblia.


vendo Deus do ponto de vista bíblica, é preciso estar ciente da realidade das fontes onde colheram as informações que existe nos chamados evangelhos. Diante mão sabemos que a bíblia não foi inspirada pelo Espirito Santo.Foi de autoria do homem.


Enviado por: Manoel de Freitas  |  Data: Seg, 04/11/2013 às 18h07   

Qual o Deus verdadeira? (2)
Respondendo:

1.Por que a necessidade de algo tornaria este algo verdade? Tenho necessidade de dinheiro e posso ficar sem.
2. A conclusão veio não sei de onde. Primeiro: por que Deus? Depois Não existe dualidade Jesus ou não Jesus. O mundo é mais complexo. Existem mais contextos, religiões e crenças. Nenhuma delas pode ser invalidade sem invalidar o cristianismo da mesma forma. São Crenças.
3. Experimentação passa por observação de fenomenos, sejam eles de forma indireta ou direta. Qual a observação (mesmo que indireta) do fenomeno religião?
4. Bem, buda não fala em deus. O budismo mais próximo das ideias originais do Sidarta é "não teista". Evita dar explicações, só fala em sermos saudáveis.

Enviado por: Gustavo  |  Data: Sex, 11/01/2013 às 10h07   

Qual o Deus verdadeira?
1° Até no "bar da esquina" há a necessidade de um líder, caso contrário vira um caos. A liderança universal não seria diferente. = Não há varios deuses. Só há 1 Deus líder.
2° Qual Deus líder? - Maomé nem sabia quem falava com ele (Basta ler a revelação do Alcorão). Isso foge da verdade de que o mensageiro deve saber quem fala com ele. Eliminamos-o. Restam 2 (Jesus ou não Jesus). A resposta será na indagação sobre Jesus. É real ou fantasioso?
3° Resposta simples: Não há como afirmar que é real sem exprimentar (fé)!
4° Não contei com Buda porque ele não é Deus, mas "homem elevado" (impossível). Muita prepotência achar que o ser humano é capaz de eliminar as consequências da morte.

Enviado por: Clóvis, Cariacica, ES.  |  Data: Ter, 20/11/2012 às 00h06   

Dizer que:
Jesus predisse a ressurreição e efetivamente ressuscitou dos mortos, É CRER EM ALGO MITOLÓGICO PORQUE TODOS OS OUTROS DEUSES QUE O PRÓPRIO CRISTIANISMO DIZ SER PAGÃO TEVE A MESMA TRAGETÓRIA DE JESUS, NASCENDO DE UMA VIRGEM, RESSUSSITANDO DOS MORTOS, ENTREO OUTROS PONTOS, COMO DIONISYO, MITRA, ATTIS, ETC ...

Enviado por: João Paulo  |  Data: Ter, 24/07/2012 às 21h36   

Dizer que:
Jesus viveu uma vida sem pecado e realizou efeitos miraculosos MOSTRA O QUANTO É SUPERFICIAL AFIRMAR ALGO QUE É EMBASADO EM LIVROS TOTALMENTE NÃO CONTEXTUALIZADOS ESCRITOS FORA DA ÉPOCA EM QUE OCORRERAM OS FATOS. EXEMPLIFICO ISSO CONFIRMANDO QUE O LIVRO MAIS ANTIGO QUE TEMOS EM MÃOS DO EVANGELHO É O LIVRO DE MARCOS, ESCRITO 60 ANOS DEPOIS QUE OS FATOS OCORRERAM.

Enviado por: João Paulo  |  Data: Ter, 24/07/2012 às 21h33   

Dizer que:
Jesus foi a única pessoa que cumpriu um grande número de profecias messiânicas específicas que foram escritas com antecipação de centenas de anos, MOSTRA O QUANTO O TEXTO É PRETENCIOSO, JESUS NÃO CUMPRIU AS PROFECIAS MAIS IMPORTANTES PROPOSTA PELOS JUDEUS COMO TRAZER PAZ A TODAS AS NAÇÕES, REINAR SOBRE A TERRA, ENTRE OUTRAS...

Enviado por: João Paulo  |  Data: Ter, 24/07/2012 às 21h29   

Fundamentos fúteis
O texto usa de fundamentos futeis, mesquinhos, rasos e nada concretos para afirmar que o Cristianismo é a tal RELIGIÃO verdadeira.

Enviado por: João Paulo  |  Data: Ter, 24/07/2012 às 21h26   

Por que o cristianismo (6)
Concordo que popularidade não significa veracidade. Mas não foi o que eu disse antes, acho que entendeu errado.
Disse apenas que a expansão era contra-exemplo ao seu argumento, não que a expansão fosse indício de veracidade.

Enviado por: Bruno Urbieta  |  Data: Qui, 03/05/2012 às 20h24   

Gustavo, a própria expansão do cristianismo em todo o mundo é um contra-exemplo forte para o seu argumento.
Se as circustâncias locais e temporais é que definem a religião de uma pessoa, então o cristianismo nunca teria saído de Israel. Da mesma forma outras religiões ficariam para sempre em seu mesmo lugar.

Enviado por: Bruno Urbieta  |  Data: Dom, 15/04/2012 às 13h07   




   Pesquisar

   Arquivo

   Sobre mim
   Johannes G. Janzen é professor de engenharia na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Possui doutorado em Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo com período sanduíche na Universidade de Karlsruhe, Alemanha. Tem experiência na área de Engenharia Civil e Ambiental com ênfase em Fenômenos de transporte e Hidráulica.

   Postagens mais recentes

   Postagens mais vistas

   Comentários recentes

   Palavras-chave

   Twitter

   Facebook

O conteúdo deste website, salvo indicações, é de uso exclusivo da
Sociedade Origem e Destino - Copyright © 2011